Sobre Homens e Montanhas: Patagônia Brothers rumo ao cume do Everest

18 maio
 
 
 

Patagonia Brothers rumo ao pico da montanha mais alta do mundo

Tenho uma esquisitice desde menina.  Há muitos anos levo dentro uma obsessão pelo Everest. Não, nenhuma vontade de arrastar esta carcaça gorducha até o topo. E sim um interesse enorme pelos homens e mulheres que tem essa ambição, além de abissal curiosidade sobre o lugar e sua topologia. Leitora voraz de toda leitura sobre o assunto, me mantendo sempre informada, já esgotei boa parte da literatura clássica sobre o assunto.

 Dos diários de Edmund Hillary, primeiro ocidental a escalar a montanha em 1953 com seu

o Neozelandes Edmund e o sherpa Tanzing, supostamente os primeiros a conquistar a montanha

 companheiro sherpa Tenzing Norgay, ao Best Seller de John Krakauer, que relata uma das maiores tragédias acontecidas na montanha em 1996, com o padecimento de 19 pessoas, não me escapa nada sobre o tema. Quanto adolescente cheguei a ter um pôster grande da montanha fixado na direção da minha cama, assim pelas manhas meus olhos se abriam primeiro para o pico no Himalaia e depois para o resto do mundo.

Achei que estava curada. Pensei que talvez pudesse me interessar pelo Aconcagua, já que moro por aqui na Argentina. Mas não, não me prende a atenção nenhum outro pico; a fixação segue sendo a montanha mais alta do mundo.  No entanto, para não fugir do mote hermanitos, minha excentricidade achou espaço para manifestar-se nas leituras diárias ( as vezes várias vezes por dia) da saga dos gêmeos Patagônicos Damien e Willie Benegas que neste momento estão na montanha tentando, como tantos outros, conquistar seu cume. Para meu deleite, e de meu peculiar gosto literário, os irmãos  mantêm um blog sobre sua vida em uma das regiões mais inóspitas do planeta, relatando o cotidiano de uma cordilheira que parece querer cuspi-los de lá.

 
 
 

Patagonia Brothers

Experientes montanhistas, entre os melhores da Argentina, os irmãos ambicionam conquistar  o sonho de consumo da tribo das alturas :  

os 7 picos mais altos de seus respectivos continentes (Aconcagua, Pirâmide de Carstensz, Denali ,Elbrus, Everest ,Kilimanjaro  e Vinson, uma façanha que, até hoje, apenas 100 alpinistas alcançaram (ps: parece que alpinista é um termo ultrapassado) .  Agora, enfrentam os caprichos da na natureza a espera de uma janela de oportunidade para uma exitosa ascensão.  Repleto de vídeos, surpreendentemente bem escrito, com fotos de tirar o fôlego ( mais um efeito do ar rarefeito), o blog é uma aventura moderna, uma saga incrível rumo as entranhas da Ásia.

Os irmaos tentam vencer obstáculos de um dos lugares mais inóspitos do mundo

Além do diário de bordo dos dois, e hospedado na sessão de blogs do jornal argentino La Nación, há também um espaço compartilhado pelos irmãos e pelo único integrante da equipe que não é montanhista profissional, o executivo porteño Leonardo McLean que,

McLean

 com o Everest carimba sua presença nos sete picos com uma distinção ainda mais honrosa. Mclean começou a escalar apenas aos 42 anos de idade e pretende conquistar a montanha na tenra idade de 49 aninhos.

 Hoje, pela manha, o grupo anunciou que pretende chegar ao pico no domigo, dia 23, por volta do da meia noite horário daqui, as 7hrs da manha na cordilheira, coincidindo com os festejos do bicentenário da independência argentina. Muy patrióticos! Para quem, como eu, gosta de aventura e emoção nos extremos gélidos do planeta.

Confira Aqui

E aqui

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: