Aconcagua: A Sentinela de Pedra

21 ago
 
 

Aconcagua, minha montanha magica

Criado pela placa de Nazca, extendendo-se em imponentes 6.962 metros de altura, a Sentinela de Pedra, como era chamada pelos Incas, ou Aconcagua, eh a montanha mais alta do mundo fora da Asia. Eh tambem objeto de desejo de alpinistas que desejam colocar em seu curriculo os 7 picos do mundo, entre eles esta inigualavel montanha andina. Existem varias vias de subida com diferentes graus de dificuldade. Embora, o cume pertenca tecnicamente a Argentina, o monte eh divido entre a provincia de Mendoza, na Argentina e o Chile.

Rio Mendoza: memoria de degelo

O imponente caminho ate o cerro do Aconcagua eh uma preliminar do que te espera la emcima aos 4.300 metros de altura trilhando o Sistema Crisro Redentor que chega ate o pais vizinho. Seguindo por sinuosas estradas, cortejando abismos e colunas de roca, vamos todo o tempo seguindo as pistas do rio Mendoza. Longe de ser caudaloso, o Rio Mendoza nao eh perene, mas se nao fosse sua memoria de degelo poderia facilmente esconder-se da paisagem deixando apenas a marca de seu leito sobre o cascalho beje que dorme no fundo dos vales. Sua agua, mesmo no verao, nao alcanca mais que a altura do joelho, mas sua persistencia andida faz com que transcorra kilometros de cordilheira como um anel selvagem que lambe os pes das montanhas. Foi aqui que o filme Sete Anos no Tibet foi gravado e eh aqui que muitos argentinos vem esquiar e muitos aventureiros lancar sua sorte montanha acima. O cemiterio de andinistas, que fica ha alguns kilometros do cerro, eh a amarga lembranca da volatividade da montanha.

Fina estetica

Alem do rio, dez tuneis marcam o caminho para o Cerro. Os esqueletos do que um dia foi o caminho de trem que cruzava a cordilheira ligando Chile e Argentina tambem bordeiam a estrada. Lembrancas de outro tempo, o trem nao funciona mais, eh um cadaver de ferro que nos remete perigosamente a fome das montanhas. Uma pena, se fosse reativado seria talvez um dos trajetos mais bonitos do mundo, pois seus trilhos aproximam-se mais da carne das montanhas do que a estrada que corre junto a ela.

A subida vale cada instante...

 Partindo de Mendoza, o passeio entitulado Alta Montanha eh um recorrido de 200km por cenarios estonteantes permeados por beleza e vertigem. Tudo comeca quando saimos da rota 40, o equivalente a rota 66 argentina, para entrar na rota rural 7 e de ai comecar o ascenso pelos viniculas de Lujan de Cuyo ate a precordilheira. Eh uma overdose de montanhas que residem em vales de pedra ou nevados e ensinuan-se sobre a estrada ate o Dique Potrerillos. Dentro da fina estetica da natureza nao ha nada mais lindo do que agua e montanhas juntos.

A cem kilometros da capital da provincia esta a languida vila de Uspallata, onde eh preciso alugar calcas termicas e botas de neve para seguir viagem.

Uspallata: Algo ao estilo Bagdad Cafe...

Uspallata eh uma dessas cidades nos aposentos posteriores do mundo, onde matilhas de caes passeiam preguicosamente pelas ruas, bandeiras rasgadas flamulam no alto de mastros e fortes ventos varrem seu teto sob o olhar atendo das montanhas. Existem relogios sem ponteiros em Uspallata e, nao fosse o fato de servir de passagem para o cerro, talvez convitiria-se um dia numa dessas cidades fantasmas que padeceram de inospitas mazelas como o frio e a distancia. Eh a maior cidade antes do Aconguagua. Depois pequenas villas como a de Picheuta, Polvaredas e Punta de Vacas vao nos mostrando o caminho ate a tradicional estacao de esqui Los Penitentes a 167 km de Mendoza.

A ponte Inca, caminho usado por eles para cruzar a regiao chilena

O cerro com o mirador para o Aconcagua fica a 3km da Ponte Inca, uma passagem acobreada de lama mostarda e gelo que precipita-se sobre as aguas termais que os Incas creiam ter propriadades curativas. Do mirador vale a pena ficar em silencio ouvindo estalactites atirando-se nas aguas.

 

O cerro do Aconcagua eh zona de fronteira

Bases militares e aduaneiras nos lembram quando em vez que trata-se de uma zona de fronteira, com toda a liturgia que zonas limitrofes requisitam.O Aconcagua desponta logo depois entre montanhas que parecem muito mais altas mais nao sao. Eh um plato negro varrido eternamente por uma vassoura invisivel que atira po branco para os lados. Sua presenca no entanto eh inegavel. Mae de todas as montanhas deste continente, matriarca de 280 milhoes de anos, sentinela dos Andes. E esse silencio do gelo como se tudo comecasse e terminasse ali.

Tem gente que coleciona selos, eu gosto de montanhas...

Frente ai cerro, eu nao havia escalado o Aconcagua, o Aconcagua que me escalou. Dentro de sua catedral, de rocha e neve, eu e ele conversavamos geracoes . Eh claro que atrai tanta gente ao seu bojo alto, sabe-se la qual sera a gloria de transpor-lo. O descenco de 4,300 nao foi facil. Na descida lembrei que amo as montanhas, mas nao necesariamente esta reciproca eh verdadeira. Ja tem 4 horas que descemos e os bolsos de ar nos ouvidos a dor de cabeca nao cedem. Fiquei esse tempo todo surda, trazendo comigo aquele silencio. Parece que eu ja sai da montanha, mas agora a montanha quer sair de mim.

 

 

Servico

As excursoes para a Alta Montanha custam em media 65 reais, saem cedo dos hoteis, por volta das 7h30, retornando a noite. Valem cada centavo. Existem mais empresas que fazem este tipo de excursao que montanhas nos Andes. Uma observacao: se voce sofre de sinusite ou problemas de pressao e ouvido, como eu, prepare-se com antecedencia. A descida eh muito rapida e bem dura. Leve seu chiclete, protetor de ouvidos, remedio para dor de cabeca. Nem todo mundo reage bem a altitude.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: