Tag Archives: Mercado de las Pulgas

Como se fosse a primavera…

8 set

Por do sol da tarde de ontem nos Bosques de Palermo

 

Aguentamos tudo. Meses de frio intenso, olas polares, sudestadas, chuvas, frentes frias vindas da Antártida e por fim, como testemunho de nossa perseverança, veio a tradicional tormenta Santa Rosa. Uma habitual chuva com fortes rajadas de vento que vem todos os anos como o último banho da cidade para aprumar-se para a primavera. Esta durou quase quatro dias de chuva fina e ventos nervosos nos deixando impacientes e cinzas. Mas, ao que tudo indica, valeu a pena. Há dois dias as pessoas saem às ruas desfilam modelitos semi- verão, um pouco incrédulas, um pouco lascivas. Parece aqueles contos de fadas nos quais uma bruxa adormece todo o reino durante cem anos. Pois, há dois dias o Reino de Buenos Aires vem acordando de seu feitiço de frio e sono e rendendo-se a uma pré-primavera agradável. Na sombra faz frio é verdade, mas no sol é possível arriscar uma manguinha. Eu tenho dois passeios super recomendáveis para dias de sol e brisa. O primeiro de todos: Bosques de Palermo. Desça para a Av Libertador e pergunte pelo Rosedal ou mesmo o Planetário. E, por favor, leve sua canga e fique para o por do sol no Laguinho. Una-se aos casais apaixonados, bebes fofos dando seus primeiros passos, grupinhos dividindo um baseado, família preguiçosas e aproveite um dos melhores crepúsculos da cidade. Na animação, alugue um pedalinho.

Mercado de Pulgas: uma curtiçao

Outro super passeio é entrar em outro mundo, outra é o Mercado de Pulgas de Palermo Hollywood ( Dorrego y Niceto Vega). O lance lá é perder-se nos moveis da vovó, encontrar raridades como quadros antigos de Maria Antonieta, televisores ao estilo dos Jetsons, móveis da década de cinqüenta, trinta, do século passado e dar um super pulinho no estande do Tony Valiente, um doido com umas obras de gosto duvidoso que bem poderiam estar na cenografia do Filme Mad Max. É uma ótima pedida e uma porta de entrada para explorar um pouquinho de Palermo Hollywood e Colegiales. Com ruas largas, cobertas de árvores enormes, esta região é uma graça. Perfeita para um café de fim de tarde depois de uma bela caminhada pelo Mercado. Com o sol e o calor voltando aos poucos, como uma flor, Buenos Aires também vai paulatinamente se abrindo. A cidade floresce junto com seus jardins. Agora, é torcer para que não hajam recaídas polares.

Deixo Pablo Milanés e Chico, porque a primavera e essa música não saem da minha cabeça.

 

Anúncios