Tag Archives: noite

It takes two to Tango!

3 ago

Podem tirar a meia arrastão do armário e preparar o saltinho! Vem aí o Festival Mundial de Tango! Mais informações e programação completa ACÁAAAA!!!!!

Liberem o Balaio!

23 jul

 

Vivo em Buenos Aires, mas sou candanga. E, embora este blog seja sobre as glórias, delicias e desafios de viver na capital Argentina, não me são indiferentes as notícias chegam de Brasília. Uma cidade incrível que, de maneira particular, vem desenvolvendo uma vida cultural muito especial. Os guerrilheiros da cultura brasiliense (digo isso porque é gente que tem muita gana) estão botando para quebrar, fazendo de Brasília uma cidade com grandes opções de cinema, arte, música e outras calçadas culturais. Um verdadeiro pólo de cultura urbana que está no caminho de não dever nada aos outros grandes centros urbanos brasileiros.

Um lugar unico!

Um desses lugares fundamentais para o fomento da cultura na cidade é o Balaio Café na 201 norte. Anfitrião de pequenas mostras de cinema, arte e música, o Balaio estava avançando para tornar-se um relevante centro cultural candango. A frente dele está uma das figuras mais guerreiras e excepcionais, que tenho a sorte de chamar de amiga, que é a nossa Jul Pagul, um verdadeiro soldado da cultura candanga. Mas, como em Brasília nenhuma boa ação fica impune, cassaram o alvará de funcionamento dessa sensacional esquina do mundo.

Estão órfãos artistas e cineastas que dependiam do espaço para expor suas obras, estar entre os amigos e aproveitar esta instituição da noite brasiliense. É mais do que fechar um bar porque meia dúzia de vizinhos se incomoda com a felicidade alheia, é ceifar uma das melhores opções culturais da cidade e criar a cultura reacionária da censura as boas intenções e boas idéias.

"Apesar de voce amanha há de ser outro dia"

Por isso, fica aqui meu desabafo e o pedido para que tomem um minuto de seu dia mostrar que é melhor ser alegre que ser triste, que apesar de você amanha há de ser outro dia e apoiar este lugar de gente fina, elegante e sincera assinando o abaixo assinado em repudio a cassação do alvará de funcionamento do Balaio Café AQUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!

A Bossa de San Isidro

9 jul

Vou deixar aqui minha dica de sábado em Buenos Aires. O grande amigo Yuri Mello se juntou ao coro consistente de músicos da Capital e anda agraciando as noites porteñas com sua bossa, seu reggae e MPB. É um programa imperdível para um sábado a noite de inverno. Vale a pena pegar o trem para o bucólico bairro de San Isidro e curtir um showzinho intimista cheio de carinho e convidados pra lá de especiais.

Um som especial para uma noite de inverno

Eu ainda não fui, vou amanha, mas dizem que o lugar é único, cheio de personalidade como costumam ser os cantinhos de San Isidro, que lembra muito uma cidadezinha de interior brasileira.  Nascido em Salvador e radicado em Brasília, Yuri Mello é músico profissional e professor e há anos já era conhecido no circuito candango.

Agora, divide o palco com amigos argentinos e de outros cantos desse mundão em uma apresentação que faz bater de saudade os corações dos brasileiros expatriados e de vontade de ir ao Brasil os porteños apaixonados por nossa cultura. É como dizemos no Brasil o fino da Bossa! Escute um pouco de Yuri aqui!!!!

Serviço:

Sábado, 10 de julho de 2010

Hora: 21:30 – 23:30

“El Galpon”

Av. del Libertador 17154, San Isidro

Tango Off Road

9 jul

 

Tanguerias tradicionais, nada de jantar com tango!

O Jornal Argentino La Nación traz hoje uma matéria super útil sobre locais de tango fora do circuito mais batido. São milongas de “barrio” que não “se cotizam em dólares ou em euro”  e nem em reais. Para fugir da velha “cena com tango” pela qual me perguntam todos os brasileiros em visita á cidade.  Esqueça jantar com tango, meia arrastão e todo espetáculo teatral para turistas. Caia numa verdadeira milonga de bairro, onde os locais se deliciam com ritmos clássicos, mas sem o Mise-en-scène todo.

Não é o tango para exportação é a música que acontece apesar do turismo.  Nas tanguerías da matéria circulam locais, turistas mais aventureiros e tribos de rock n tango, num ambiente tipicamente porteño que evocam os ritmos clássicos que ganharam mundo.

 

La Garufa, a Naçoes Unidas do Tango

Em alguns lugares já sou habitué como a A Catedral do Tango ( veja meu post sobre este lugar incrível aqui! ) e o CAFF, onde a orquestra Típica Fernández Fierro deixa boquiabertos todos os sortudos expectadores que optam por ela nas quartas-feiras a noite. E também a noite La Garufa, no Centro Cultural Konex, a Nações Unidos do Tango, onde estrangeiros e porteños vão ensaiar seus passinhos.

Orquestra Fernández Fierro Arrasa!

Um detalhe: os preços também são tão locais quanto o tango. Nada para turistas. Vale à pena conferir. Leia a matéria na íntegra, com direito a mapinha do circuito e tudo. AQUIIII!!!!!

Buenos Trash

8 jul

Uma mostra de arrepiar!

Zumbis, múmias, lobisomens, vampiros, monstros, assassinos, psicopatas, bestas e incontáveis seres demoníacos vão invadir a capital este mês. Durante todo o mês de julho o Museo de Arte Latino Americano de Buenos Aires (Malba) exibe uma programação de arrepiar.

Nosferatu, hoje as 23h55!

É a mostra de Cinema de Terror: Gótico e Romântico que trará clássicos do cinema trash como Nosferatu, do alemão  Friederich W. Murnau, primeiro clássico vampiresco da telona, entre outros marcos do estilo como A Noiva de Frankenstein, Alien, o oitavo passageiro, A Ilha do Dr. Moreau, além de dezenas de outros longas que deixaram muitos expectadores sem sono após as sessões.

O Bebe de Rosemary é destaque no dia deste sábado

A programação, dentro do que é possível no gênero, é eclética e vai de thrillers como “O bebe de Rosemary”, do amigo do clube das crianças Polanski, á Mumia de Kark Feund de 1932, á Noiva de Chucky de 1998 e Massacre da Serra Elétrica de 1974. Ao todo são oitenta filmes representando o melhor do estilo trash, terror e gótico. Algumas, são cópias novas com tratamento de imagem e som. Para a programação completa com as datas, horários e listagem integral clique Aqui!!!!

O Massacre da Serra Elétrica, dia 22 de julho as 15h30

Os ingressos custam 17 pesos, mas há desconto para aposentados, estudantes e clientes do Citibank. O Malba fica na Avda. Figueroa  Alcorda 3415. As funções se realizam de quinta a domingo.

Três Tangos e um Funeral

24 jun

Uma casa para o espiríto

Nem me lembro exatamente em que contexto fomos parar lá. Meus amigos falavam deste lugar, eu queria mesmo é ter ficado no jazz do Ladran Sancho, onde um baterista cotó fazia com meio braço o que eu jamais seria capaz de fazer com meus dois membros inteiros. Saímos no auge da Jam session, fui de má vontade. Quando chegamos, olhei para a porta sem características marcantes de Sarmiento 4006 e continuei com má vontade. Subi a velha escada de ferro e amaldiçoei minha sorte. Nessa noite, não pagamos os dez pesos da entrada. Jorgelina , professora de tango da casa, e hoje minha amiga, veio nos liberar na porta. Fui devagarzinho pelo tapume e tive certeza de abrir uma cortina. Mas, essa cortina, conforme comprovei inúmeras vezes posteriores, nunca existiu.

 

Um lugarzinho como nenhum outro no mundo

A Catedral do Tango fica num velho galpão de construção original de 1880, no coração do bairro de Almagro. Já foi uma leiteria, silo de soja, açougue e finalmente o que é hoje: um dos melhores lugares de tango e chacarera da cidade, segredo bem guardado, mistura de underground com ponto turístico.

Com teto de 12 metros de altura, chão de madeira antiga, meia luz avermelhada, salão generoso,  decoração impressionante, a Catedral do Tango parece o filho hibrido de Almodóvar, Fellini e Kubrick. Contam que o enorme quadro de Gardel  (praticamente um outdoor) durante os tempos de gripe, ganhou uma enorme máscara também. Metáfora bem representativa do que é o lugar. Um templo que trata como religião o tango.

 

Quarta- feira passada na Catedral:Buenos Aires é uma cidade de músicos ( foto by Jacó)

Desde dezembro freqüento quando posso os tangos da terça-feira. Para mim, o melhor dia. Não há muito que falar senão que um item importantíssimo da decoração é um enorme coração humano, do tamanho de um carro popular, pendurado no teto. Sabe-se lá porque a cozinha é vegetariana e a carta de vinhos não é lá grandes coisas. Mas, a música e paixão são  de primeiríssima.  Tem noites que chego mais cedo e fico observando a aula de tango, noutras vou depois da meia noite, trato de me encher de fernet com coca e estar bem altinha quando chega a banda de sopros com os três tangos de Gardel.  Passo muito tempo também na área de fumantes, nas cocheiras do lugar, de olho na cozinha  e nos músicos que fazem rodinhas paralelas. Buenos Aires é, sobretudo, uma cidade de músicos

 

Uma casa para o espirito...

Eles estão por todas as partes com seus violões e acordeons, suas vozes tristes em semblantes jovens, seu tango de mochila, seu rock de Fito Paez. Impossível não escutar as vozes da cidade que, em noites de lua cheia, latem mais que os cachorros. No entanto, se não escrevi antes sobre a Catedral foi por ciúmes. Estou como Borges desenvolvendo um enorme sentimento de possessão por Buenos Aires. Ela é minha e eu sou dela e, como toda paixão escorpiana, não quero que seja de mais ninguém.

Fidelio!

Mas não é isso que vem acontecendo. Tenho sido impelida a compartir minha Buenos Aires com aqueles que vêm me ver, aqueles que querem vir me ver e aqueles que querem ver Buenos Aires como a vejo. Eu sou obrigada abrir mão do meu egoísmo e compartilhar sob pena de me tornar uma avarenta de alma, uma tacanha de espírito. Às vezes, estou na Catedral e me sinto numa festinha da família Adams, noutras numa cena de Amacord, um filme do Pasolini, num tango de Piazzola, perdida e subversiva como na obra de Bertolucci.

 Tem dias que, acompanhados por músicos insistentes e borrachos, ficamos até o sol varar as altíssimas janelas do salão e quando saímos para a rua descobrimos que realmente a Catedral reside numa galáxia paralela, três buracos negros distantes do resto do mundo. Noutros dias acho que vão me pedir uma senha para entrar, como no filme Olhos Bem fechados do Kubrick. Fidelio, fidelio, fidelio!!!!!!

 

 

Ah, e os três tangos são Volver, Por Una Cabeza e Cambalache. E o funeral é do meu fígado, com ritos fúnebres realizados esta manhã e que ontem a noite foi flambado em Fernet. E para saber mais sobre a Catedral do Tango clique aqui!!! A aula do século é de Jorgelina Contreras, entidade do tango, milonga e folclore encarnada. Confira a grade horários no site e use com parcimônia.

Gardel a Domicílio

3 jun

Eu adoro tango. Acho digno! Mas, para ser sincera, acho mais fácil ensinar biologia molecular a um macaco do que Tango para minha pessoa. Se para dançar uma valsinha é necessário apenas o “básico dois para lá, dois pra cá”, os primeiros passos de tango são compostos de oito deslizadas básicas. Isso tudo sem tirar os pés do chão e nem abrir as pernas. Passei pelo constrangimento ouvir meu professor gritando comigo constantemente para que fechasse as pernas para bailar enquanto eu lhe dizia “mas se um pé tá na frente e outro atrás, como fazer que um chegue ao outro sem abrir as pernas?”.

Tango é dureza!

É isso ai é tango, um esporte radical, acho que não sou chique o suficiente.  Além do mais, é o ombro do homem que guia a dança e é preciso “adivinhar” aonde esse ombrinho vai depois e minhas faculdades clarividentes aparentemente não se conectam com minha bola de cristal interna.  Soma-se a isso um incrível costurar de pernas no ar que, comigo tentando, resulta extremamente doloroso para as canelas dos meus parceiros. 

Todo brasileiro que chega a Buenos já desce do avião chamando por Gardel e querendo “um jantar com tango”, vamos combinar? Isso é para turista. Se você quer ver um tango de verdade tem que esquecer desse mise en scéne todo. Não estou falando que não é legal. A cidade oferece centenas de shows com cena maravilhosos. Mas, se você tem mais tempo, vá ver os velhinhos dançando, sem gel no cabelo, sem meia arrastão com aquele amor que responde a alma e não ao Euro. Enfim, o tango em si é assunto para um outro POST!!!

Buenos Aires te extraño!

Nos últimos dias tem ficado difícil escrever para o blog, com o fantasma das provas finais do mestrado soprando minha nuca, não tenho tido muito tempo para a cidade, na verdade, meu tempo se divide em estudo e os serviços de manutenção básicos da engrenagem como comer, dormir e “ducharme”.

Eu sinto falta da cidade. É como se ela fosse um amor debaixo da janela com voz e violão serenando. Ela me chama, ela me canta e cada ida ao mercadinho me lembra o que estou perdendo e aumenta minha saudade de voltar a caminhar por ai descobrindo coisas com olhar maravilhamento, perguntando, conversando com as pessoas como se estivesse documentando suas vidas. Ainda não sei quanto tempo tenho com ela, mas já me parece insuficiente.

"Ainda não sei quanto tempo tenho com ela, mas já me parece insuficiente".

Vaidade, curiosidade ou afeição, quero conhecer cada detalhe e principalmente suas exceções.  Gosto mais de saber sobre o mendigo que vive sob a marquise do Banco Francés ( que é a cara de Hagar o Incrível!) , os homens sozinhos nos bares que esperam, dos antigos casarões assombrados, das piores características do Borges como seu racismo, do que sobre Puerto Madero. Interessa-me saber como a cidade resiste ao tempo às margens de sua decadência e glória á descobrir seus faceis acessos. Dedico-me mais a desvendar seus segredos do que suas obvias revelações.

Por isso, nos últimos dias, a portas fechadas e sozinha (descobri que estudar, salvo em raras exceções, é um oficio solitário), e com as

De Astor á ....

 demandas tocando a porta me entrego a dica de hoje. Com a lareira crepitando, e o figurino sexy do inverno, que consiste em sobrepostas camadas de roupas que nada tem a ver uma com as outras, me proponho escutar a tango.

ao Gotan Project...

E uma ótima maneira de fazer isso é por meio do canal de tango da minha rádio online preferida: Accu radio. Eu já sou adepta há anos, graças à dica do meu velho, dos canais de jazz ( que aliás são demais!

Tem jazz instrumental, só sax, só piano, fusion, brazilian, latin, e uma

Accu Radio Tango!

 infinidade de outros estilos dentro do jazz). Mas, nos últimos dias tive a grata surpresa de descobrir sua rádio de tango. De Gardel e Piazolla a Bafofondo, Gotan y Otros Aires, o canal de tango da “Radio Preciso” traz um pouco da cidade, que roça as patas na porta como um cão de estimação deixado do lado de fora.  Vale a pena conferir a Accu radio / Latin/ Tango.

Para bailar La Cumparsita clique aqui!

E, mais especificamente, aqui!